Profissão

"Chamadas a viver 'em obséquio de Jesus Cristo, servindo-o fielmente com puro coração e reta consciência', as carmelitas propõem-se seguir os conselhos evangélicos com toda a perfeição possível. Para tal fim, comprometem-se de coração a se doarem 'totalmente e sem partilhas Àquele que é o nosso TUDO' (cf. Santa Teresa de Jesus); a 'imitar a Cristo em todas as coisas, conformando-se à sua vida que devem meditar para saber imitá-la' (cf. S. João da Cruz)" (Constituições, 22).

 

Cerimônia de Profissão Temporária

Profissão temporária

Após o período do Noviciado, que em nosso Mosteiro tem a duração de dois anos, se a noviça for julgada idônea, poderá emitir sua Profissão temporária, com os votos de castidade, pobreza e obediência.

Profissão Solene

Terminado o período dos votos temporários, tendo pedido e sido aprovada pela Comunidade, a monja poderá emitir seus votos solenes (perpétuos). Na ocasião de sua profissão solene, a monja receberá o véu preto, sinal de consagração e pertença total a Jesus, seu Esposo.

"Ser esposa é entregar-se como Ele se entregou, é ser imolada como Ele, por Ele e para Ele...

É o Cristo fazendo-se todo nosso e

tornando-nos toda sua!"

(Santa Elisabeth da Trindade)


 

Cerimônia de Profissão Solene